terça-feira, 10 de abril de 2012

  • A POESIA ACORDOU

    FATIMA MELLO-FOFINHA

    RESSURGINDO DO NADA
    A POESIA QUE ESTAVA DORMENTE
    RESSURGE COMO FÊNIX DAS CINZAS
    VIVE NA GLORIA O POETA
    GRITA SUA'LMA POR DIAS MELHORES
    SONHA COM O FIM DA MALDADE
    QUE NESTE RESSURGIMENTO
    TENHA ALGO MAIS A DIZER
    QUE POSSA NA SUA UTOPIA
    SONHAR E DIZER ACABOU...
    ...A FOME
    ...A MISÉRIA
    ..A GUERRA
    ...O DESEMPREGO
    O HOMEM E HOJE IRMÃO
    AJUDA
    ACREDITA
    COLABORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget