sexta-feira, 8 de abril de 2011

Ser tua namorada 

Fatima Mello(fofinha)

Ser tua amada foi o que sempre quis,
namorada apaixonada, olhos a brilhar,
de mãos dadas imaginando o que está por vir.
Vivendo apenas o momento presente
sem pensar no amanhã e apenas sorrir
Brincar de faz de conta
dizendo sempre que so querer ser feliz
Não pensar em mais nada
Nem nunca me deixar partirveria ser...

 Fatima Mello

quarta-feira, 6 de abril de 2011




 
 
QUERO ESCUTAR DE NOVO!
FOFINHA
 
Já a muito tempo não escuto
te amo...
que saudades de quando isso acontecia
onde ficou teu amor que me jurastes
em que lugar da caminhada
se perdeu a ternura?
queria ser novamente amada...
ficar com friosinho na barriga,
aguardar anciosa tua chegada
pra em teus braços me fundir...
quero amar e ser amada
meu carinho entregar
e de mansinho te amar ...
quero sentir o calor
 a sofreguidão dos amantes,
quero delírios...
que colocar pra fora
a fera enxaulada dentro de mim...
quero paixão
quero tesão
quero...
será que ainda te amo  tambem??
Fatima Mello
04/10/06

NASCI PARA LUTAR!

A gente se assusta,
afinal
já passou a infância,
a adolescência está lá para trás..
Não gosto
da palabra madura,
não sei
se porque não sou fruta
ou porque juízo
sempre irá me faltar..
A verdade
é que de uma forma ou de outra,
eu vou.
Como estou
e o que vou encontrar,
não me preocupo nem um pouco,
sempre esperei chegar.
Nunca me faltou
bala na agulha
e coragem para atacar.
Se a montanha se mostra alta,
vou rodeando,
até passar.
Se a tristeza vem "pegando"
dou um tempo
até superar.
Se estou com medo,
digo;
se estou chorando,
grito;
se estou feliz,
sorrio.
Em qualquer situação
todos vão escutar.
Essa fui aos 5,
aos 15 e aos 51
e assim serei
até minha alma voar.
Enquanto tiver munição
estarei por aqui,
pois salvo engano,
nasci para lutar..

TE FAREI MEU HOMEM

Te Farei meu Homem
Na calada da noite
entre anceios e desejos
de femea no cio
Te buscarei te conquistarei
e te farei meu.
Entre volúpias te sugarei
beberei a seiva do teu prazer,
embalados pelos sons
de nosso sussuros, te amarei.
Dançaremos a dança
do acasalamento, entre gemidos
 de puro prazer.
Galoparemos em direção
as estrelas,
corpos suados, coração a mil
saciados, abraçados inebriados
em alguma nuvem repousaremos.
Fatima mello(fofinha)
Bagé,10/03/07

Ai como queria em teu braços estar,
sentir tuas mãos deslizar vagarosamente
por todo meu corpo...
ascendendo todos nossos desejos,
Sentir teu calor,
e numa entrega total.....
sorvermos nosso líquidos,
tua pele acariciando a minha
teu corpo dentro de mim,
te buscando, me entregando
tua língua na busca de meu prazer
esquecidos do tempo...
Vamos nesse bailado
luxuriante nos entregar.
Vem aplaca esta fera
que existe dentro de mim..
Que tem sede, tem fome,
que quer voar.
Ai como queria,
teus sussurros de prazer ouvir,
e falando tudo aquilo que sentes
me fazer vibrar no teu prazer
!
FOFINHA
Publicado no Recanto das Letras em 13/03/2007
Código do texto: T411710


Onde está você?
Fatima Melo

Onde esta você alem de dentro do peito
e em meus sentimentos
onde esta você que não sinto e só penso
onde esta você que mexeu com minha saudade, 
deixando em mim uma réstia de luz 
 sumindo na escuridão...
estou na saudade do vento
fiquei em teu pensamento
falando sem sentir e olhando  sem ver
onde esta você?... 
Fatima Melo.
Poesia

FatimaMello[fofinha]

Poesia não se pensa
Surge como rajadas de vento
Sem que saibamos de onde
Nem para onde ela nos leva
Poesia surge do nada,
De um sentimento
Ou uma dor arraigada
Poesia não é pensada
Simplismente vem,
 Surge na cabeça de quem
 Tem a alegria de transcrever
Sentimentos, alegrias ou dor
Poesia não se pensa
Poesia se sente...

Mulher

Que gerou o filho
Que sorriu que chorou
Mas sua lagrima nunca mostrou
Amamentou e educou
Que amou que sofreu
Mas calada se conformou,
Da vida sorveu a doucura
Sentiu o amargor.
E ainda a mesma mulher
Que a vida nem viu passar,
Que amanhaceu sorrindo
Mas deitou chorando,
Sem saber de onde tirar o sutento
Mesmo sorrindo ou chorando
Continuou firme e nao se deixou derrubar
Com todas transformacoes
Continua ainda a ser:
A mesma MULHER

Fatima Mello[{fofinha
Vem meu amor!


Aconchegada em teus braços,
quero ficar rodopiando sem parar,
sentir teu corpo junto ao meu,
e teus braços a me enlaçar,
mãos firmes por meu corpo deslizar,
dois pra lá, dois pra cá,
nesta dança vamos nos amar.
Calor sendo transmitidos
pernas que se roçar
volúpias,paixão,
é assim quero ficar,
dançando em teus braços sem cessar

Fátima Mello - fofinha
 

terça-feira, 5 de abril de 2011

CÁ ENTRE NÓS!


Cá entre nós!
Fatima Mello - Fofinha



Pena que muitos não conseguem entender
a grandeza das amizades e do bem querer
que pode ser compartilhados através do virtual

Não é facil mesmo compreender,
como pessoas que nunca se viram,
nunca sequer se tocaram,
possam trocar tanto carinho...

Cá entre nós!
você que esta ai do outro lado
quero que saibas és importante para mim,
o quanto tu representas através deste espaço.

dividindo pensamentos, sonhos ,bençãos,
cinfidências muitas vezes e amizade..

Este é um lugar, meio divino
meio humano, meio maquina,
novo diferente, de explorarmos
nossas emoções...

cá entre nós!
eu quero que saibas,
que meus dias brilham mais
são mais felizes por saber que ai estas,
a me ler ou mesmo criticar.

que mesmo sem entender
que você se tornou parte de mim,
seja com palavras ou somente um bom dia!
Mas mesmo assim parte de mim...
 
 

ACORDAR


Acordar!
Fatima Mello
        (Fofinha/RS)
      

 Ao acordar olhei-me no espelho
Nele vi refletido todos os sonhos
Que não alcancei...não vivi...
Sonhei voar em busca do infinito
Ousei encontrar uma paz mais perfeita
Mas sonhos... que são sonhos?
Reflexos do querer?
Almejar aquilo que não conquistamos
Há sonhos!
Sonhar e recusar o real.
Como não SONHAR?
Não querer buscar o infinito
Como negar o sonho mais bonito...
Quero continuar sonhando,
Somente desta maneira continuarei viva.
Sentirei que sou autora dos ideais mais bonitos,
e
Farei da minha vida um bem infinito.

Liberta - se
Fatima Mello (Fofinha)


Liberta-se um amor!
De um coração sangrando,
que não sei,se é dor,
ou de viver,amando...
Liberta-se um amor!
da dor, de amar.
E, mesmo não amando...
Vive,
de outra dor o amor, por sí...
Se acostumando
bagé, 03/04/09
02:03 min

LAMENTO É

 Lamento é...

Fátima Mello[fofinha] 


Lamento...
Eu sinto no peito
Em ver meu povo dia após dia
Em busca do pão, da casa; do emprego

É o vai e vem do berço
Embalado por mãos exaustas
Da tríplice jornada de uma mãe
O andar trôpego
Do andarilho de lata em lata
Em busca de algum resto de alimento
O suspiro doído
Dos doentes nos saguões
Dos hospitais em busca de atendimento
O tremor dos mendigos
Nas noites gélidas do inverno
Embaixo de uma marquise qualquer
Dos passos cansados
De um pai a todo lado
Na busca incessante por um emprego

MORTE

*** MORTE***
FATIMA MELLO[fofinha]




O homem que costitui seu eu
irá além na morte
Nosso corpo humano
é apenas um esboço grotesco
Enquanto que a alma
é a purificação dos nossos feitos
Morte e apenas uma viajem
de  um plano a outro
Quem na vida terrena
fez por onde merecer
sua purificação
Jamais  MORRERÁ
Pois passsará das trevas
em que nos encontramos
para a plenitude da luz...
A vida é o poder
que tem o corpo
de manter nossa alma
sobre a terra...
"Na morte o homem acaba
e a alma começa"

NOITE

Noite
Fatima Mello


o silencio,
o mistério,
e a solidão da noite
inebria, seduz ...
fazendo com que  sonhe em versos,
transportando  os sonhos além
muito além do pensamento...
busca alegrias
busca esperanças
traduz sentimentos,
a noite se faz parceira
amante,
companheira,
na solidão dos versos,
mas como um sopro de vento
ela surge majestosa imponete,
colocanto o pensar latente.
*** Solidão***
Fatima Mello
embora a solidão por vezes bata à  porta,
mesmo assim não consegue entrar,
por poucos intantes  deixa abatida ,
mas logo a razão  faz voltar...
Solidão

por mais que a solidão queira ficar
a emoção se faz maior e a deixa de lado
fazendo no jogo do vida seu par...
solidão e amor
solidão e razão de não ser
momento sem ter
direito e querer...***


DESALINHO

Desalinho

Fatima Mello
No peito uma dor,
um coração em desalinho
na cabeça mudanças,
novas metas, novos caminhos
na lembrança um doce sonho
tudo passou tudo mudou
Ontem uma flor desabrochada
hoje uma flor inda botão...
Não existe lembranças
somente saudade
do ontem em repudio ao hoje...
A flor em busca do sol
De novas chuvas
novas luzes..
mas a escuridão
não deixa ver, sentir
Rebuliço de emoções...
fica gravado n'alma o ontem
O hoje é o que se tem...

ACORDAR

AcordarFatima Mello
(Fofinha/RS)
Ao acordar olhei-me no espelho
Nele vi refletido todos os sonhos
Que não alcancei...não vivi...
Sonhei voar em busca do infinito
Ousei encontrar uma paz mais perfeita
Mas sonhos... que são sonhos?
Reflexos do querer?
Almejar aquilo que não conquistamos
Há sonhos!
Sonhar e recusar o real.
Como não SONHAR?
Não querer buscar o infinito
Como negar o sonho mais bonito...
Quero continuar sonhando,
Somente desta maneira continuarei viva.
Sentirei que sou autora dos ideais mais bonitos, e
Farei da minha vida um bem infinito.

BELEZA


  
Beleza


FátimaMello[fofinha]

Beleza um estado de espírito
ou emanação d'alma?
As pessoas não são belas
apenas pelas formas perfeitas
de um corpo que envelhece,
apodrece e morre.
As pessoas são belas
por suas atitudes,
seus gestos perante a vida,
ou junto de quem as cerca.
Beleza é vista erroneamente
por apenas contornos esbeltos
do corpo,
Beleza?
Essa tem-se ou não
e nem todos têm o
dom de chegar ao âmago
do ser humano,
tem que ter olhos para enxergar
o coração e a alma.
Bagé, 10 de julho de 2009

VOA MEU AMOR!


Voa meu amor!!
Fatima mello[fofinha]


Vá em busca de teus sonhos...
o amor não passsou de um grande sonho,
um sonho bom e eu estou acordando,
e ele fica apenas na doce lembrança...
nada tinha de forte...era apenas um doce 
sonho e se despedaçou em algum lugar...
eu amei mais do que fui amada...
meus sonhos eram muito maiores que os
teus...meu querer foi  intenso...
mas as brumas se espraiaram
nas quentes areias da vida.
 Segue teu caminho meu amor!!!
faz o teu sonho se realizar,
faz a vida acontecer...
mas não esqueças que fui presente
um dia em tua vida...
te amei, te amo!
********
Entre o hoje e o ontemFatima Mello - Fofinha

entre o hoje e o ontem
vislumbro novos rumos
pela experiência do ontem
vivendo  loucuras do hoje

Entre o ontem e o hoje
 fostes o incerto a vaidade
hoje és apenas a verdade

entre querer e ter
fica na lembrança
o beijo roubado de  ontem
e o amargo gosto do hoje

És saudade que ficou
TU ÉS amor que não vingou
foi um querer e não te ter
Sonhes
Fatima Mello - Fofinha
nada melhor que sonhar
mesmo que ao acordar so tenha restado
o gosto do beijo sentido
no corpo o calor das mãos
que por teu corpo deslizaram
mesmo assim continues a sonhar
sejas nele dono de tuas vontades
faça nele aquilo que a realidade
não te oferece então sonhes
que voas, que flutuas
seja nos meus ou nos braços
de quem tu quiseres...
Apenas continues a sonhar!
Vontade  de você!
Luis Poeta/Fatima Mello - Fofinha
 
MISTÉRIO PARA CONTEMPLAR OS SONHOS MOVIDOS PELOS DESEJOS,
DESEJOS DE UM SER ENCANTADO,
APAIXONADO

as paixões os desejos e as vontades
nos levam por caminhos em direção
do prazer da vontade do querer

QUERER ESTAR PERTO DE QUEM UM DIA NOS FEZ ACREDITAR...
ACREDITAR QUE SÓ QUERENDO ERA MOTIVO PARA SE AMAR

e amando nos buscamos
nos enfeitiçamos,divagamos,
mas querer sem ter ,
e amar sem querer

SÃO OS MISTÉRIOS QUE VIVEMOS BUSCANDO
NOSSO LUGAR,
DE EXTREMAS PROCURAS DE AMORES SONHADOS
E FAZEMOS DESTES MOMENTOS DESTROÇADOS,
SONHOS E MISTÉRIO DE AMOR COM AMOR PULAMOS NA VIDA,
AMRAGURAS DE UM CORAÇÃO SOLITÁRIO EM BUSCA DE SI

em busca da afirmação
do se sentir amado
de se sentir protegido
de querer acima de tudo
o eldorado sonhado

E SENTINDO QUE SE PROCURA AQUILO QUE NÃO SE TEM,
VIVO DEMASIADO LARGADO,
EM MEIO AOS DEVANEIOS
UM CANTO PARA QUE EM PRANTOS ME DELEITE SEM PRAZER

dois corações perdidos
na solidão da madrugada
solitarios, mas felizes
divagando em sonhos
na poesia que nasce

NASCE EM TROVAS,
PEQUENAS GOTAS DE UMA LÁGRIMA
ESCORRIDA DE SAUDADES PERDIDAS,
QUE NESTE MOMENTO FAZEM-NOS SALTAR
E PARA OS MISTÉRIOS DESTES SONHOS
 UM DESEJO PARA REALIZAR
3:26hrs



vamos junto viver uma viajem de sonhos
onde a poesia ser o mistério

BUSCA






 

BUSCA

Fofinha
Andando a esmo me vi
na busca não sei do que
se de ti ou de mim
e para alegria
a verdade encontrei
não era a ti que buscava
era a razão em mim
busca em vão
busca solitária
nem  a ti encontrei
era de mim que fugia

 

domingo, 3 de abril de 2011

Viver, sofrer,
chorar, correr,
fugir...

A vida nos traz por vezes todos essas coisas
Num só tempo...

Nos desilude com quem não esperamos...

Então, o melhor é partir...

Sofrendo, amando,
Vivendo, choramos...

Choramos lágrimas doridas,
Dores das entranhas,
Marcas a ferro em nossos corações,..

Por mais duro e preparados que estejamos
Persiste o Ferro e o fogo
a calcar nossa honra...

Calada a introspectiva
sigo a instar, nesta íngreme estrada
Quem fere a vida e faz a maldade,
Não cala a razão,
Não estrangula a verdade!
 
FOFINHA
Publicado no Recanto das Letras em 17/01/2007
Código do texto: T349940

REVISÃO DO TEXTO POR:JOÃO VIDEIRA SANTOS
Fátima mello(fofinha)
Queria em teus braços
sentir toda luxúria
sentir toda quentura
que podes me oferecer
delirante de prazer
teu sexo em mim quero
e em bailados quentes
meu corpo todo percorrer
e num gozo ardente
tua língua áspera e quente
me sorvendo docemente
deleitando em mim teu prazer
e nas noites frias ou quentes
me amar com loucura
depois de saciados
de todo prazer gozado
em teus braços adormecer
 
Nova Mulher?
 
 
Na vontade de escrever
revive a velha mulher
 um novo dia
um passado
tão perto e tão distante
Nova mulher
nova vida
novos sonhos
mas no coração
os mesmo medos
as mesmas incertezas...
Sonhos
sonhos
quem sou ?
O antes ou o agora
Uma imagem desconhecida
mostra ao espelho
Nova mulher
novo corpo
Antes imperfeito
doente
maltratado
Hoje esguio
Saudavel
Aos olhos errados
belo
Aos olhos do mundo o certo
Mas na alma ,velho ou novo corpo
ainda reside os mesmos pensamentos
a mesma ternura, a mesma mulher...
 
 
 
 
Ocorreu um erro neste gadget