segunda-feira, 30 de abril de 2012

Liberta - se
 
Fatima Mello (Fofinha)
 

Liberta-se um amor!
 
De um coração sangrando,
 
que não sei,se é dor,
 
ou de viver,amando...
 
Liberta-se um amor!
 
da dor, de amar.
 
E, mesmo não amando...
 
Vive,
 
de outra dor o amor, por sí...
 
Se acostumando
***   Do Nascente ao Poente ***


Fátima Mello(fofinha)

Do nascente ao poente,
o sol tem sempre uma jornada a cumprir...
Assim é nossa vida,
do nascer ao morrer,
também temos metas a cumprir.
Ora brilhante,
ora ofuscado por nuvens carregadas.
Mas sempre achando uma brecha para,
entre as nuvens brilhar.
Do nascente ao poente,
vivenciamos vitórias
mas curtimos derrotas,
mas nem por isso deixamos de seguir
percorrendo nossos caminho
no eterno  ir e vir...   
Seguindo nossos destinos,
como o sol todo dia nascendo e se pondo.
 
*** Solidão***
Fatima Mello
 
embora a solidão por vezes bata à  porta,
mesmo assim não consegue entrar,
por poucos intantes  deixa abatida ,
mas logo a razão  faz voltar...
Solidão

por mais que a solidão queira ficar
a emoção se faz maior e a deixa de lado
fazendo no jogo do vida seu par...
solidão e amor
solidão e razão de não ser
momento sem ter
direito e querer...***
 
*Cansei*
Fatima Mello - Fofinha

ufa..cansei
já não sinto mais graça
nem vontade nenhuma de escrever
de dizer das minhas e das tuas dores
dos meu e dos teus desamores...
ufa ...cansei
de dar soco em ponta de faca
de gritar pelas mazelas do mundo
de ver meu povo sofrido
dia a dia ser dilapidado em sua honra
ufa...cansei
de dizer ao meu aluno
que é através do estudo
que podemos chegar lá,
vendo ele todo dia que roubar
enganar, traficar é a melhor saída
em um pais que ninguém é preso
e que os colarinhos brancos
continuam ali a roubar
a enganar o povo que acreditou
ufa..cansei

de ver a criança chorar
de a mãe sofre por não ter pão
não ter leite só um café minguado com água
sendo mais água que café

ufa cansei
de ver meu mês sobrar sempre
e meu salário não dar
de gritar esbravejar chorar
por uma melhor educação
por um reconhecimento
n árdua tarefa de educar
cansei do cansaço
de nada poder fazer...
Cá entre nós!
Fatima Mello - Fofinha



Pena que muitos não conseguem entender
a grandeza das amizades e do bem querer
que pode ser compartilhados através do virtual

Não é facil mesmo compreender,
como pessoas que nunca se viram,
nunca sequer se tocaram,
possam trocar tanto carinho...

Cá entre nós!
você que esta ai do outro lado
quero que saibas és importante para mim,
o quanto tu representas através deste espaço.

dividindo pensamentos, sonhos ,bençãos,
cinfidências muitas vezes e amizade..

Este é um lugar, meio divino
meio humano, meio maquina,
novo diferente, de explorarmos
nossas emoções...

cá entre nós!
eu quero que saibas,
que meus dias brilham mais
são mais felizes por saber que ai estas,
a me ler ou mesmo criticar.

que mesmo sem entender
que você se tornou parte de mim,
seja com palavras ou somente um bom dia!
Mas mesmo assim parte de mim...
 
Ocorreu um erro neste gadget