terça-feira, 10 de abril de 2012

 
 
INDO OU VINDO
Fatima Mello- fofinha

vôo nas asas do vento
navego nas ondas do mar
do alto vislumbro horizonte
do fundo sinto o mau cheiro
das injustiças feitas pelo homem
Devastando a natureza
machucando a irmã
mas ela se vinga
trazendo desgraças
e quem paga e quem na fez
São pobres que tudo perdem
na enchente ou na seca
e o pão que desaparece
e os sonhos que se desfazem
indo ou vindo quero bem mais
quero voar de encontro a bondade
e navegar em busca da paz!
  • A POESIA ACORDOU

    FATIMA MELLO-FOFINHA

    RESSURGINDO DO NADA
    A POESIA QUE ESTAVA DORMENTE
    RESSURGE COMO FÊNIX DAS CINZAS
    VIVE NA GLORIA O POETA
    GRITA SUA'LMA POR DIAS MELHORES
    SONHA COM O FIM DA MALDADE
    QUE NESTE RESSURGIMENTO
    TENHA ALGO MAIS A DIZER
    QUE POSSA NA SUA UTOPIA
    SONHAR E DIZER ACABOU...
    ...A FOME
    ...A MISÉRIA
    ..A GUERRA
    ...O DESEMPREGO
    O HOMEM E HOJE IRMÃO
    AJUDA
    ACREDITA
    COLABORA
Ocorreu um erro neste gadget