sábado, 30 de abril de 2011


Pensando em ti
Fatima Mello(fofinha)
Me transporto aos céus
e em uma nuvem repouso
sonhando recapitulando
horas vividas sonhos sonhados
desejos, entrelaços de corações
e  em harmonia com o cosmo
deixamos a vida seguir seu rumo.
Amor nunca dante vivido
junto a teus braços realizei
momento de pura paixão
de loucura de felicidade
plena satisfção
Dei a ti o melhor de mim
recebi de ti quer por um instante
o melhor que podias me ofertar
teu carinho teu amor tua tesão
embalados pelo querer ali ficamos
bebendo da vida seu melhor vinho
fui tua , fostes meu...
A ti meu carinho!!!


 
O tempo passou
 
Fatima Mello[fofinha]
 
A gente se assusta,
afinal
já passou a infância,
a adolescência está lá para trás..
Não gosto
da palabra madura,
não sei
se porque não sou fruta
ou porque juízo
sempre irá me faltar..
A verdade
é que de uma forma ou de outra,
eu vou.
Como estou
e o que vou encontrar,
não me preocupo nem um pouco,
sempre esperei chegar.
Nunca me faltou
bala na agulha
e coragem para atacar.
Se a montanha se mostra alta,
vou rodeando,
até passar.
Se a tristeza vem "pegando"
dou um tempo
até superar.
Se estou com medo,
digo;
se estou chorando,
grito;
se estou feliz,
sorrio.
Em qualquer situação
todos vão escutar.
Essa fui aos 5,
aos 15 e aos 51
e assim serei
até minha alma voar.
Enquanto tiver munição
estarei por aqui,
pois salvo engano,
nasci para lutar..
Desculpa Neruda
Fatima Mello(fofinha)
Mas morre lentamente quem deixou de sonhar e de vibrar com as suas conquistas do dia a dia...
Morre lentamente quem se esqueceu de olhar o sorriso da criança, de sentir o farfalhar das borboletas...
Morre lentamente que não escuta o conselho de um velho, e toda sua sabedoria...
Morre lentamente, quem não ama a tudo e a todos como a si mesmo...
Enfim morre lentamente quem da vida não tirou seu proveito.
Fátima Mello(fofinha)
Bagé/RS 27/02/07

Ai como queria em teu braços estar,
sentir tuas mãos deslizar vagarosamente
por todo meu corpo...
ascendendo todos nossos desejos,
Sentir teu calor,
e numa entrega total.....
sorvermos nosso líquidos,
tua pele acariciando a minha
teu corpo dentro de mim,
te buscando, me entregando
tua língua na busca de meu prazer
esquecidos do tempo...
Vamos nesse bailado
luxuriante nos entregar.
Vem aplaca esta fera
que existe dentro de mim..
Que tem sede, tem fome,
que quer voar.
Ai como queria,
teus sussurros de prazer ouvir,
e falando tudo aquilo que sentes
me fazer vibrar no teu prazer
!
FOFINHA
Publicado no Recanto das Letras em 13/03/2007
Código do texto: T411710


Cigana ?
Magia de mulher
Feitiço no ar
Aroma, perfumes
Rolar em teus véus
Dançar
Acariciar teu corpo
Dançar.
Bailar a dança do amor.
Sedução.
Vem...
Estou te esperando
Cigana
Paulo Mello
25.02.07
***********************
Cigana
Dança cigana,
mostra todo teu encanto.
Ao redor do fogo,
deslumbras e enfeitiças os homens com o gingar de teus quadris, mostra toda tua sensualidade, toda  tua magia....
Dança cigana dança!
entre  saltos e rodopios o amor vais encantar.
Cigana atrevida que amores queres profetizar, seja nas cartas ou nas palmas das mãos, deixando corações a balançar, esqueces as dores, os desamores...
Dança cigana dança!
Fátima Mello
Bagé, 28/02/07
Quando te encontrei sabia o que buscava.
Já antecipava...
Ansiosa, que a busca findara...
Não, jamais poderia quieta ficar diante do amor...
Pensativa sim,calada jamais...
Agora alegre e fagueira...
Sabendo que o meu passado se esvai nas brumas
dos oceanos....
Junto a ti tudo é um recomeço...
Uma felicidade plena...
Sem passados...
Somente presente...
Quero amor , luxúria ,prazer,
e devaneios insanos de pura paixão...
Sim, te amarei...
A todas tuas ações entenderei...
Sim, somente assim poderemos nos entregar...
Um ao outro...
Com aquilo que chamamos paixão e amor...
E um entendimento pleno dos dois...
Pois se ao teu lado estiver
sentirei uma réstia de esperança
e de realização...
Embora o medo seja presente...
Tenho meus olhos presos a ti....
Somente em ti..
Te buscando
Percebendo...
que a felicidade me darás!
Sim, querido, os meus pensamentos
já não vagueiam na incerteza
Tudo se resolverá serenamente...
Nada mais busco
Pois aqui estas...
Sim, te falarei do meu amor...
Buscarei tua alma
Quero teu versos ouvir...
E quero cantos ao amanhecer...
Dizendo de tua paixão e de tuas loucuras...
De teu frenesi...
Cantado em prosas e versos...
Por que sinto todo amor vibrando dentro de ti...
Vibrações que calam a voz,
apenas sentidas com o coração...
Porque meu amor por ti é tão grande
e meus anseios tantos...
Que na incerteza da verdade me perco em devaneios
e em incertezas...
Numa duvida cruel!...
Como não poder amar?
Como não desejar?
Se aqui estou, também, a te esperar...
Com a mesma ânsia e com os mesmos desejos...
Sem importar quanto!
pois, és dono do meu corpo
e até mesmo de meu pranto!
Ao teu lado!
Serei tua musa tua amada
escrita e falada...
Sobre nosso amor serei cantada
na mais tristes canções entoada...
Dizendo deste amor que vem de tu'alma
nas noites calmas de nossas vidas...
Nas manhãs plenas das noites bem amadas...
Felizes!
Realizados pelo sonho de estarmos juntos...
Tendo a lua como confidente...
A espreitar com uma pontinha de ciúmes
Por ver-nos suados do prazer gozado!
Quanto mais pudermos...
Todos dias
Mais e mais...
Querido aqui me tens ao teu lado!
Tua espera findou...
Já sussurro em teus ouvidos
doces palavras de amor...
Pois chega da buscas ....
Podes agora teus versos de vitória escrever...
Podendo gritar ao mundo o nosso amor!
Ficas tranqüila amor...
Já aqui me tens!
Pronta ,tua ,nua ...
Querendo-te e amando-te até meus dias
junto a ti findar...
Escrevendo nossas história
Unidos e coesos no mesmo versejar
Em uma nota só...
Esta no ar no espaço e no além mar...
E esta nos traços de nosso versejar...
FOFINHA
Publicado no Recanto das Letras em 21/02/2007
Código do texto: T388411


Ocorreu um erro neste gadget