domingo, 19 de agosto de 2012

 
    Fátima Mello(fofinha)
 
    Que gerou o filho
    que deu seu sangue em forma de leite,
    e viu o dia raiar a embala-lo.
 
    Mulher que foi a luta
    lavou,coseu, riu,
    chorou e brincou...
    Mas seu sustento nunca faltou.
 
    Mulher de múltiplas facetas
    mãe, amante, arrimo
    que não deixou a vida lhe tirar o brilho
 
    Viveu nas ruas mendigando
    foi doutora, professora, enfermeira
    Hoje brilha por ver sua obra formada
    Seu filho hoje é doutor.
 
    Mulher apenas mulher
    BÁGÉ, 25/01/07

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget