terça-feira, 12 de abril de 2011

SOU

Fátima Mello(fofinha)

Sou brisa mansa,
após dia escaldante.
Sou chuva fina,
que molha e refresca a'lma.
Sou o antes e o depois
Sou o certo, sou o errado
Sou o branco, sou o negro
Sou a vida, sou a morte
Sou a verdade e a mentira
Sou quem dá, sou quem tira
Sou verbo, sou substantivo
Sou a rosa, sou espinho
Sou o sim , sou o não
sou o verso e o reverso
sou o sim , sou o não
sou certeza e incerteza
sou...sou...sou
sou ..tantas...sou
Mas quem é mesmo que sou?

Um comentário:

  1. Essa é a grande incognita humana, amiga... Acredito q somos um pouco de tudo!
    Adorei... Lindo pensar poético!
    Bjs em seu coração,
    Tânia Camargo
    http://taniadecamargo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget